domingo, 9 de outubro de 2016

"você é melhor sozinho"

Demorou...
Demorou tanto para eu entender tudo o que você quis dizer!
"você é melhor sozinho"

É uma verdade difícil de aceitar,
e até entender.

todavia, hoje,
não sei o porquê,
hoje, eu entendo.

Uma coisa é você estar sozinho,
outra é você ser sozinho..
E a terceira,
e talvez a mais dolorosa,
é a terceira opção,
"você ser melhor sozinho"

Não é uma imposição,
não é que os outros queiram se afastar de você,
porém, também não é uma escolha,
não é modinha,
não é um estado de espirito,
"você é melhor sozinho"

É a dura realidade, em alguns momentos até fantasiosa,
de que suas atitudes,
seu comportamento,
sua diversão,
e porque não, até o seu prazer,
muitas vezes não é compartilhado

Seu funcionamento como um todo,
é de alguém que está só,
e vai permanecer só,
não por escolha ou imposição,
mas puro e simplesmente,
porque "você é melhor sozinho"

É estranhamente corriqueiro se enxergar assim.
Ou
é corriqueiramente comum, enxergar o estranho.

Pois, é um estranho que esteve aqui todo esse tempo,
desde antes de ouvir
"você é melhor sozinho"

Mas só no momento em que foi possível olhar nos olhos desse estranho,
vê-lo rir de forma cínica,
e reconhecer-se nesse sorriso sarcástico,
e nesses olhos prescrutadores,
é que eu pude entender...

Eu sou melhor sozinho.

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

E ainda estão acordados

Sabe aquele momento da "bola na trave"?

Aquele momento,
em que você deveria ter dito uma coisa, ao invés de outra?

Aquela hora, que você deveria ter ido,
ao invés de ter ficado?

Sabe aquele segundo,
que você deveria ter aproveitado, e dito tudo que lhe veio a mente?

Aquele tempo que você deveria ter ficado calado,
escutado e agido?

Sabe?
Eu sei que você sabe!
Sei que esse sentimento de arrependimento lhe consome,
mesmo você dizendo a si mesmo,
que se "arrepende não do que fez, mas do que deixou de fazer e blá blá blá..."

Eu sei que o "quase" lhe persegue,
o "quase" daquilo que você deixou de fazer,
mas também o "quase" daquilo que você não deveria ter feito.

De ter ido um pouco mais para o meio,
quando deveria ter ido pra esquerda,
de ter esperado demais e ver o momento passar,
ou de ter agido cedo demais, e ter estragado tudo.
de saber que "oportunidades, podem aparecer semelhantes, mas as mesmas jamais"

Mas sabe o que eu quero lhe dizer, ao trazer à tona toda essa merda?
Todo esse arrependimento?
Sabe?

Eu quero lhe dizer,
a verdade que você não quer enxergar.

Que é o imponderável que rege as nossas miseráveis vidas...
Que é o acaso, aquilo que da sentido as nossas maravilhosas existências.

Que nossas escolhas,
por mais planejadas e arquitetadas que sejam,
por mais que achemos ter o controle dessa nossa passagem,
do chute antes da bola bater na trave,
do momento que tínhamos certeza do que dizer,
da hora que sabíamos por onde ir,
do segundo que o "certo" era extravasar,
daquele tempo, em que tudo estava nos dentro dos planos...
..Nada disso, teria feito diferença alguma,
mas o melhor disso, é que nunca saberemos....

A unica coisa que sabemos,
é que não importa a agitação que foi a vida...
e por mais cruel que ela tenha sido,
no sono que todos nós vamos ter,
vai existir a mesma serenidade.

Pelos menos para os que choram,
e ainda estão acordados.

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Você deveria saber!

Sabe o que foi?
foram as coisas não ditas,
que as vezes, são piores do que as mal ditas...

Aquela discussão que foi calada,
com o medo de que algumas coisas fossem mostradas..

Foi aquela vez, que fingimos que não tinha nada acontecendo,
que "deixamos pra lá"...

Foram todas as vezes que a lágrima caiu pra dentro dos olhos,
e foi acabar dentro do peito,
e começaram a apagar certas chamas que estavam acesas,
e pareciam chamas eternas...

Foram aquelas vezes que os sentimentos foram considerados loucura,
"coisas da sua cabeça"
foi quando as coisas não tiveram "nada a ver"....

Foi quando as palavras foram engolidas,
em vez de serem vomitadas ou escrachadas,
foram quando as palavras deixaram de tentar resolver os problemas,
e se acumularam dentro de nós,
tirando o espaço de sentimentos tão belos,
sentimentos que nos aproximaram,
que nos uniram,
mas que sem eles... éramos estranhos.

Foi quando o cansaço chegou,
e depois dele a passividade,
e por fim o desanimo..

Eu queria ser otimista,
ser totalmente romântico,
mas sou apenas um quase romântico,
um melancólico pessimista.

Você deveria saber!

segunda-feira, 18 de abril de 2016

O sentido de tudo

"Quando foi que tudo começou a perder o sentido? 
Quando o sentido de tudo se perdeu?"

É difícil explicar, 
certas coisas vão se diluindo com o tempo,
certas coisas o tempo borra,
de um jeito que ficam irreconhecíveis, 
e quando você não conhece algo, 
acaba deixando passar, e acaba perdendo. 
no momento em que o amor deixa de ser passional, para ser passivo, 
não é mais amor, é rotina. 
Apostaria que nesse momento o sentido de tudo se perde, 
ou tudo perde o sentido, 
mas nesse momento, já se tem o sentido de tudo, 
então não, no momento da rotina, 
se tem clareza, e nunca tudo esteve tão presente, tão claro.

Talvez o sentido se perde, ou se perde o sentido, 
Quando não se sabe para onde ir, 
pois são tantos sentimentos, que acaba se perdendo dentro deles, 
são tantas coisas ao mesmo tempo, que o tempo não consegue dar sentido a nada, 
o tempo passa com toda a confusão acontecendo, 
e não consegue dar sentido a anarquia que é tudo isso, 
mas também não podemos afirmar,
 que esse é o momento em tudo perde o sentido, 
ou que o sentido se perde. 
Pois confusão de sentimento é loucura, 
e na loucura nos achamos, 
na loucura, somos senhores de tudo, inclusive do sentido. 

É realmente difícil explicar o momento é que tudo começa a perder o sentido, 
ou 
o momento em que o sentido se perde.

E se você não está entendendo nada disso tudo, 
bem vindo ao mundo caótico, 
de quando tudo começou a perder o sentido, 
e de quando o sentido de tudo se perdeu...

domingo, 4 de outubro de 2015

era viver pra sempre

Já não lembro a ultima vez que dormi, a luz irrita meus olhos,
do mesmo jeito que o amor retrai quando se passa muito tempo sem saber o que é o amor.

Já não lembro a ultima vez que sonhei, a fantasia me abandonou,
do mesmo jeito que os bons anos vão passando,
e agora, a louca da realidade me abraça com seus braços frios,
me observa com seus olhos duros,
e sorri um sorriso cínico.

Já não lembro a ultima vez que chorei, a melancolia vive tanto em mim,
que já não tenho tempo de esquecer as lagrimas,
elas estão aqui agora,
do mesmo jeito que o ar, tão constante que já não lembro a ultima vez que respirei.

Já não lembro a ultima vez que a vida fez sentindo, o viver é uma sombra que me cerca,
me cobrindo e me deixando só,
pegando meus planos e jogando na luz,
me mostrando o quanto eles são patéticos,
do mesmo jeito que essas palavras.

Já não lembro a ultima vez que escrevi algo decente sobre o amor,
sobre o inicio,
sobre o fim,
sobre o tempo,
sobre a solidão,
sobre a conquista,
sobre a morte,
sobre a vida,
sobre sonhar,
sobre voar,
sobre voar com você, s
obre amar você,
só sobre você.


Minha cabeça doí, lateja,
cheia de pensamentos e ideias suicidas,
da mesma forma que a ressaca, que fica na cabeça,
e que te acorda depois de uma noite em que tudo que poderia ter sido feito foi,
e daquele cheiro na ponta dos dedos que te faz querer vomitar,
mas além de querer colocar tudo pra fora,
te faz querer morrer.

Contudo eu queria mesmo,
era viver pra sempre,

ainda sim é uma lágrima

Uma lágrima sozinha, ainda sim é uma lágrima,
embora por alguns motivos,
ela não seja considerada importante.

O que não se entende,
é que as vezes,
se mostra menos do que se sente,
mas quando uma lágrima solitária vem,
ela pode representar uma cachoeira de sentimentos.
Ela pode representar o início, ela pode representar o fim.

Uma lágrima sozinha, ainda sim é uma lágrima,
mesmo que sua existência seja tão efêmera ao ponto de nunca ser notada,
mesmo que seja desconsiderada,
mesmo que seja um clichê,
mesmo que a considerem a ultima,
ela ainda sim vai ser a lágrima que vai deixar a cicatriz mais profunda.

A solitária lágrima,
é aquela que vai percorrer todo o caminho,
e não vai cair no chão,
vai morrer nos lábios, vitoriosa,
para mostrar que o seu sabor amargo,
traz tudo aquilo que se quer esquecer em um único, solitário e passageiro momento,
mas que vai entrar para a eternidade.

sábado, 18 de julho de 2015

"receita para minha TPM"

"Ingredientes:
                                                                    apreciar sem moderação


1 tonelada de abraços,
1 porção enorme de colo,
8 xícaras de cafuné,
1000 unidades de massagem,
1 chocolate,
8 unidades de beijos,
1 pitada de cosquinhas,
e 8 kg de carinhos.

Preparo:

quando chegar e me ver em um canto (sozinha ou não), adicionar a tonelada de abraços.
Em seguida, colocar as unidades de beijos, e depois cafuné.
Acrescente o colo junto com as cosquinhas.
Dê chocolate, e também o 8 kg de carinho.
Por fim, adicione 1000 unidades de massagem.

Obs:

Não precisa seguir a ordem do preparo, mas se faltar alum ingrediente a receita desanda, porém...

Atenção:

...Se adicionar acidentalmente uma pitada de orgulho, NÃO DARÁ CERTO.

Dica:

Leia toda vez que eu estiver de TPM.

Rendimento:

TPM amenizada.

Detalhe muito importante:

NÃO DISCUTA
NÃO TEIME
NÃO SAIA DE PERTO
EU TENHO SEMPRE RAZÃO, SEMPRE!"



Por Lya